sábado, 31 de janeiro de 2009

Minha Borboleta ...

Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra é bobagem.Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela….
( S2 )
Um dia nós percebemos que as mulheres tem instinto “caçador” e fazem qualquer homem sofrer…
( E OS HOMENS IDEM )
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável…
(VOCÊ NÃO ESCOLHE, SÓ ACONTECE.)
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples…
( UM OLHAR DE AMOR É INCRÍVEL, TE DESMONTA...)
Um dia percebemos que o comum não nos atrai…
( GOSTO DO QUE É MESMO INCOMUM!!!)
Um dia saberemos que ser classificado como o “bonzinho” não é bom…
( SOU MÁ, HAHAHAHA )
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você…
( A QUE NÃO TE LIGA NUNCA, É???? )
Um dia saberemos a importância da frase:“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas…”
( ALGUÉM AINDA NÃO ENTENDEU ISSO, OU NÃO QUER ENTENDER...)
Um dia percebemos que somos muito importantes para alguém, mas não damos valor a isso…
( NÃO ESPERE SER TARDE DEMAIS, POR FAVOR !!)
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas aí­ já é tarde demais…
( VIU SÓ =/ )
Enfim… um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem que ser dito naquele momento.
( O TEMPO NUNCA É BASTANTE AO QUE NOS ATRAI... )
Não existe hora certa para dizer o que sentimos se quem estiver te ouvindo não te compreender, não te merecer…
( FALE E SAIA CORRENDO SÓ PA TE DESAFOGAR HAHAHAHAHA )
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras… ( LUTAR SEMPRE E DESISTIR QUANDO NÃO TIVER MESMO JEITO RSSSS )
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.
(NÃO SE EXPLIQUE)
“Cada um que passa em nossa vida passa só, pois cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra. Cada um que passa em nossa vida passa sozinho, mas não vai só. Leva um pouco de nós, deixa um pouco de si. Há os que levaram muito, mas não há os que não deixaram nada. Esta é a maior responsabilidade de nossa vida e a prova de que duas almas não se encontram por acaso…”
( QUE BOM QUE TE ENCONTREI)
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.
( EU NÃO PRECISO DE VOCÊ HAHAHHAHA )
Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher da sua vida.
( HUMMMM )
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.
( EU ME AMO !!!!)
O segredo é não correr atrás das borboletas…É cuidar do jardim para que elas venham até você.
( MEU JARDIM TÁ LINDO...BORBOLETA ESTOU TE ESPERANDO !!!!! )
(Mário Quintana, comentários Rubi s2)

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Quem é louco ???

Ainda com alguns pensamentos de 2008, lembrei de uma coisa que aconteceu comigo nos últimos dias do ano passado que me transformaram.
Minha mãe me disse num domingo antes do Natal pra eu fazer alguma coisa porque eu tava muito parada aqueles dias... e eu não tava mesmo afim de nada, ela me disse vai fazer algo por alguém e disse que ia com o grupo da igreja visitar umas pessoas carentes numa casa que tem próximo ao bairro onde moro. Eu, como sempre, pra contrariar disse que não ia ( rss), mas já estava decidida a ir.... sempe tive vontade de fazer essas coisas mais sempe ficava adiando e acabava não indo ... quando ela se arrumou eu disse pra me esperar que eu também iria. Fomos e perguntei sobre como era esse lugar que tipo de pessoas iamos visitar, ela também sem muito saber pra onde tava indo me disse: "É uma casa que tem umas pessoas com decifiência, retardamento (bobos!!!!) " Ah tá!!! imaginei, sem problemas...levaram presente de natal, um bolo bem apetitoso e fomos lá... Ao chegar e aguardar pela recepção da cordenadora da instituição, tomei um baita susto... Não esperava que atrás daquela porta tivesse tanta gente pulando, mas era uns pulos estranhos, não era uma alegria normal... Entramos e eu fui uma das últimas e quando eu entrei vi a cara de pavor delas ( também não sabiam exatamente pra onde tinham ido ), hoje é engraçado mas na hora foi trágico porque eu também por uns segundos fiquei apavorada, não era nada parecido com o que elas tinham me dito, aquele lugar não era uma casa de caridade para pessoas com retardamento e deficiência mental...Ao dar alguns passos eles me "atacaram" só ouvia, " tia, tia o que você trouxe pra mim??? " e eles me pagavam e tomavam as coisas da minha mão e eu sem saber o que fazer , de longe ouvi uma voz que me salvou daquele momento de agunia rsss "Deixe ela entrar se não vocês não vão ganhar nada" essa voz se aproximou e fez com que eles me deixassem passar, fui pra um canto onde eles ficavam longe de mim e não podiam passar por que seus respossáveis não permitiram por alguns momento equanto arrumariamos as coisas, era um refeitório onde eles faziam suas refeições, téoricamente eu teria que ter ajudado mais eu ainda estava me situando, tentanto entender o que estava acontecendo. Depois foi liberado o acesso deles nessa sala onde tinham com cada seis deles um responsável... "Como assim? 6 para 1????? Quem vai conseguir dar conta de seis pessoas que tem problemas mentais sérios e podem ter um ataque a qualquer momento????? " Meu pânico aumentou!!!!!!!!!!! Meninas de um lado, meninos de outro eu fiquei do lado das meninas ( claro ), elas pareciam ser bem mais calmas...sentaram e me olharam...uma delas me chamou atenção, uma menina lindaaa que devia ter uns 13 ou 14 anos... ela me olhava enquanto eu destribuia o bolo pra eles e o refrigerante, com meodo de uma deles agarrar no meu braço e me puxar hahahaha sei lá, né??? Ela me olhou fixamente e me chamou "vem cá, vem cá "e eu "hãm????? " ela insistiu " vem cá perto" eu respirei fundo e fui lá, cheguei bem perto e ela me disse " Você é tão linda, parece a Barbie!!" naquele momento eu só pude abrir um sorriso pra ela, ela ainda disse depois " Eu queria ter uma Barbie mas aqui não pode ter bonecas" - lá os brinquedos são controlados, os talheres, os copos e os pratos são plásticos, pra entrar com qualquer coisa lá precisa do aval da direção, porque entre eles tudo pode ser de risco - conversei uns minutos e ela me pareceu tão NORMAL , aquela criança não deveria está num lugar como aquele e fui conversar com a cordenadora e a enfermeira, elas me disseram " Rúbia essa menina está medicada, todos aqui estão, se não vocês não poderiam entrar aqui". Ali cada um tinha uma história de vida complicada pela loucura e pelo abandono da familia, fiquei bem mais a vontade depois, mais ainda tomando meus devidos cuidados, eles ficaram encantados com os brinquedos, as meninas com as bijux. Soltos pelo pátio correndo, pulando, rodando, se modordendo, se sacudindo, gritando e outros perdidos no pensamento... "Mas que pensamento????? Será que existem uma coerência naquelas cabeças?? O que será que pra eles é o mundo?? Sai de lá outra pessoa, renovada, cheia de outros pensamentos, muito agradecida a DEUS que eu tenho juízo, que eu sou livre, que eu tenho como decidir minhas atitudes!!!! PS: Conheço muitas pessoas que como eu deveriam passar por isso uma vez na vida. PS 2: Se vc está se perguntando se eu voltaria lá ou se você teria coragem de ir eu te digo: "Eu voltarei e se quiser vem comigo !!!!"

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009